FALECIMENTOSNOTÍCIAS

Nota de falecimento. Professora Leila Salim Nunes, 89 anos

Professora Leila faleceu aos 89 anos

Faleceu na noite de sábado (13 de janeiro), a querida professora Leila Salim Nunes, 89 anos, esposa do amigo Genival Nunes. Deixa os filhos Genival Júnior e Ana Cláudia, nora e netos.  O velório começou às 9 horas e prossegue até às 16h no Velório Municipal de São Roque. O sepultamento será no Cemitério da Paz.

Nos últimos dias, quebrou o fêmur e precisou passar por uma cirurgia na terça-feira. Na quinta-feira, sofreu uma parada cardíaca e, infelizmente, não resistiu. Lecionou em Tupã (SP) e depois voltou para São Roque para trabalhar na escolas o Guaçú, Marmeleiro e, principalmente, no Bernardino de Campos onde trabalhou por mais de 30 anos.

Dona Leila que sempre nos recebia com tanto carinho em sua residência e nos encontros nas ruas e na feira livre da Avenida Bandeirantes. Até antes da pandemia realizava as compras e o Leco Belo carregava as frutas e verduras até o carro onde seu Genival aguardava.

Em todos os nossos encontros perguntava da Marcinha, a minha esposa que foi sua aluna na segunda série no Bernardino de Campos. Nunca esquecia de mandar lembranças ao André, sempre com algum elogio. A Márcia teve um convívio próximo com a família por morarem próximas na Esplanada Mendes.

Leila é da primeira turma (1948/51) do Ginásio Estadual de São Roque (hoje Horácio Manley Lane) e no ano passado (22 de junho) tive a felicidade de participar de um almoço que reuniu nove desses alunos. Por sinal, em 1952,  Leila foi a oradora da turma que tinha entre os alunos o futuro ator Juca de Oliveira.

Nas inúmeras vezes que estive em sua casa sempre oferecia um delicioso café e doce. Em uma das vezes, mesmo já com algumas dificuldades por causa da doença, sentou-se ao piano e tocou maravilhosamente bem como sempre.

Neste momento de profunda tristeza um forte abraço ao amigo Genival que tem sentido a falta das minhas ligações. É a ansiedade de fazer tanta coisa e a gente acaba não fazendo nada.

Meus sentimentos aos filhos Júnior (veterinário em Taubaté) e Ana Cláudia. Você tiveram a felicidade de contar com o carinho e a orientação de uma mãe exemplar.

Colega de classe no Ginásio, Argeu Villaça Filho mandou uma mensagem.

“A Leila quando ainda garoto eu ficava na loja na mãe dela na rua 7 de Setembro, atrás da Igreja da Matriz, esperando a minha então namorada passar com mãe para ir para o Jardim [Praça da República]. Fazia hora lá com ela. A Leila me ajudava muito também no ginásio com as lições  e me orientava. Transmita um abraço à família e para o irmão Jamil”

Dona Leila e Genival nas minhas Bodas de Prata (setembro de 2023). A Márcia tem um carinho especial com a sua professora de segundo ano

 

Vander Luiz

São-roquense, radialista e jornalista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *