NOTÍCIAS Outros

Com escassez de chuva e acentuação da seca, Saneaqua reforça orientação para uso consciente de água em Mairinque 

Um vazamento de apenas 2 milímetros na tubulação desperdiça mais de 3 mil litros de água por dia

Após um primeiro trimestre mais seco dos últimos quatro anos em Mairinque, o mês de abril também continuou com o volume de chuvas abaixo do esperado para o período fechando com apenas 29,84 milímetros de chuva na cidade

O monitoramento pluviométrico da Estação de Tratamento de Água aponta que o volume é 38% menor que a média histórica de 67,59 milímetros para o mês de abril de acordo com o banco de dados hidrológicos do departamento de Águas e Energia Elétrica do Estado de São Paulo.

O baixo volume de chuvas, condição que tem sido observada em todo o interior paulista, é destaque da última edição do Monitor de Secas, divulgado pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA).

Na região Sudeste, as chuvas abaixo da média têm ocasionado o avanço da seca. O noroeste paulista (que abrange as regiões de Araçatuba, Andradina, Votuporanga e São José do Rio Preto), por exemplo, tem seus municípios já em condições de seca excepcional, que é o estágio classificado como o de maior severidade, podendo gerar impactos de perdas de culturas e de escassez de água nos reservatórios.

Embora o Monitor de Secas não apresente dados específicos de cada município, sua última edição demonstra um avanço generalizado da seca em todo o Estado de São Paulo, com a maior parte do território paulista já classificada numa condição de seca grave e avanços em seca extrema; quando se indica restrições de água.

A Saneaqua, concessionária responsável pelos serviços de água e esgoto em Mairinque, diante de seu compromisso com a população, colocou em prática ações preventivas de um plano de contingência, com objetivo de se antecipar com medidas que têm papel fundamental num possível agravamento da disponibilidade hídrica durante o ano.

“Estamos empenhados na execução de uma série de ações e investimentos que são necessários ao enfrentamento de condições mais críticas de estiagem, com a instalação e substituição das redes de água do município, combate a vazamentos e ações para redução das perdas de água”, afirma Bruno Gravatá, gerente de operações da concessionária.

Para que a falta de chuva, que pode se tornar ainda mais comum nos próximos meses, tenha seus impactos minimizados, é importante o envolvimento de toda a comunidade no uso consciente do recurso.

DICAS PARA UM CONSUMO CONSCIENTE DE ÁGUA 

  • Mantenha a torneira fechada ao escovar os dentes, fazer a barba e ao ensaboar a louça. Ao escovar os dentes com ela aberta, você gasta cerca de 13,5 litros de água em apenas dois minutos.
  • Tome banhos curtos. Cinco minutos são suficientes para fazer a limpeza do corpo e, enquanto você se ensaboa, o registro deve ser fechado. Isso gera uma economia de até 30 mil litros no ano.
  • Preste atenção e conserte eventuais vazamentos na sua casa. Um buraco de apenas 2 milímetros na tubulação de uma única casa desperdiça 3.200 litros de água por dia.
  • Organize a louça antes de lavá-la. Use uma bacia para deixar os utensílios de molho, para amolecer a sujeira, lave toda a louça e enxágue tudo de uma única vez. Isso também ajuda na economia.
  • Converse com as pessoas à sua volta sobre o consumo consciente de água, incentive ações de economia e redução no uso desse bem tão valioso.

OBS. As informações detalhadas do acompanhamento da situação de seca em todo o país estão disponíveis para consulta no site da ANA – www.ana.gov.br.

Programa Linha Aberta

Arquivos

CATEGORIAS