31 de janeiro Dia do Engenheiro Ambiental: Profissional é essencial para o setor de saneamento

O engenheiro ambiental promove o desenvolvimento sustentável e colabora com o avanço dos indicadores de saneamento básico
Nesta segunda-feira (31 de janeiro) é celebrado o Dia do Engenheiro Ambiental. A Saneaqua, concessionária responsável pelos serviços de água e esgoto em Mairinque destaca que a atuação desse profissional é essencial para o setor de saneamento, assim como para a mitigação de impactos ambientais e conservação dos recursos naturais.
Atuando na conservação da qualidade da água, do ar e do solo, no setor de saneamento o profissional pode administrar redes de distribuição de água e coleta de esgoto, ou estações de tratamento de água e esgoto, buscando soluções que garantam melhor qualidade de vida para os cidadãos.
Em Mairinque, a engenheira sanitarista e ambiental Luana Ronconi atua há aproximadamente doze anos como responsável pela área de Operações, sua função é promover o desenvolvimento sustentável do município por meio das melhorias de processos e procedimentos operacionais que colaboram com o avanço dos indicadores de saneamento.
Em atenção aos aspectos ambientais, econômicos e sociais da cidade, Luana apoia as operações de distribuição de água e de coleta e tratamento do esgoto gerado na cidade e ressalta que a atuação como engenheira ambiental no setor de saneamento não é somente para quem deseja contribuir com boas práticas ambientais, mas também para quem tem potencial e busca fazer a diferença na vida das pessoas.
“Considero que fiz a escolha certa. Escolhi ser engenheira sanitarista e ambiental para promover o equilíbrio e a conservação do meio ambiente e as atividades humanas, e hoje trabalho em prol do desenvolvimento de Mairinque levando saneamento para muito além do básico, promovendo a redução da incidência de doenças patogênicas e ainda melhorando a qualidade dos recursos hídricos”, afirma Luana.
Quando não há saneamento, o que não é o caso de Mairinque, geralmente, o esgoto é lançado diretamente em um curso d’água. Ao deixar de lançar esgoto in natura na natureza, com o avanço dos indicadores de esgoto coletado e tratado, é possível perceber uma transformação na qualidade de vida e bem-estar da população, além de uma melhora significativa nos mananciais, córregos e nos rios que cortam a cidade.

A Saneaqua parabeniza os profissionais de engenharia ambiental que se dedicam a consevar os recursos naturais e promover um desenvolvimento mais sustentável, mitigando os impactos causados por diversas atividades na natureza.

Vander Luiz

Vander Luiz

São-roquense, radialista e jornalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *