DESTAQUE FALECIMENTOS

Nota de falecimento. Hélio Roque Villaça, 95 anos

Hélio Villaça faleceu aos 95 anos

O advogado Hélio Roque Villaça faleceu nesta sexta-feira (6 de agosto). O horário do sepultamento ainda não foi confirmado. Dia 16 de agosto completaia 96 anos.

Hélio Villaça teve grande participação em vários setores da sociedade são-roquense, principalmente na política e na administração pública. É um dos fundadores do Grêmio União Sanroquense.

Nasceu em 16 de agosto de 1925 no dia do padroeiro da cidade filho de Argeu Villaça (prefeito de São Roque 1933/36) e Amélia Salvetti Villaça. Por isso, traz o Roque em seu nome.

Foi casado com Ivete Gaglioni Villaça e teve os filhos Carlos Alberto Villaça, Maria da Graça Villaça Ribeiro Lopes, Marcos Villaça (Marquito), Márcia Villaça Andry, Cláudia Villaça Poyares.

Deixa 8 netos, 6 bisnetos, 2 tataranetos e o irmão Argeu Villaça Filho. Ivaldo e Paulo Villaça são falecidos.

Hélio Villaça com a esposa Ivete

Formado em Direito pela Faculdade de São Francisco/USP (1948) trabalhou na Prefeitura de São Roque foi procurador jurídico e ocupou outras funções. Levou a experiência em administração pública para a região ocupando cargas em Mairinque, Ibiúna e Araçariguama.

Hélio marcou presença por décadas na política de São Roque. Foi vereador e presidente da Câmara de São Roque (1950) e participou diretamente de várias campanhas eleitorais.

Em 1982, marcava presença nos congressos do candidato vencedor Mário Luiz Campos de Oliveira com uma missão professora. Com a ajuda de um painel explicava aos eleitores que o voto era vinculado.

Para que o voto não fosse anulado era preciso escolher candidatos do mesmo partido. Essa regra causava dúvidas porque o eleitor tinha que votar para prefeito, vereador, governador, deputado estadual, deputado federal e senador.

Em 28 de agosto de 1945, Hélio integrou o grupo de jovens entusiastas que fundou o Grêmio União Sanroquense. Estiveram ao lado de Geraldo Ribeiro Lopes, Henrique Luiz Arnóbio, Hildebrando Tagliassachi, Edgard Rosa, Ivaldo Villaça, Joel Vicente Ribeiro Lopes, José de Abreu (Zizi) , Mário Luiz Campos de Oliveira, Roque Aparecida Ribeiro Lopes, Paulo Villaça e Waldemar Gonçalves Biar.

Hélio Villaça deixa um legado na história de São Roque por ser por mais de 50 anos referência nos principais temas municipais.

Em 1961, Hélio Villaça (centro) convite ao governador Carvalho Pinto para a Festa do Vinho. Antonio Guimarães (presidente do Sindicato do Vinho de São Roque) Eugênio Pennonne, prefeito Mário Luiz, Hélio Villaça, senador Lino de Matos e o governador Carvalho Pinto
Hélio Villaça (primeiro à esquerda) acompanha discurso do ator Juca de Oliveira na entrega da Brasital aos sao-roquensenses (1º de maio de 1987). 
Hélio Villaça em um dos últimos eventos em que participou em campanha uma campanha da Igreja da São Benedito

Programa Linha Aberta

Arquivos

CATEGORIAS

Programa Linha Aberta

Arquivos

CATEGORIAS