NOTÍCIAS

Homicídio na Vila Amaral. Mulher diz que filho matou padrasto por não suportar a violência doméstica que ela sofria

A Polícia Civil de São Roque esclareceu na noite desta terça-feira (23) um homicídio ocorrido hoje na Rua Primeiro Sargento Aguinaldo Aparecido Ferreira, na Vila Amaral (São Roque).

Um ajudante de pedreiro de 21 anos teria matado o padrasto por não suportar mais as agressões que a mãe sofria do companheiro.

Inicialmente uma mulher informou aos policiais que estava nervosa e discutia com o marido em frente da residência. Foi quando um homem “desconhecido” desceu de um carro vermelho entrou pelo quintal e disparou contra o pedreiro Elias Venância Silva Filho, de 44 anos. Em seguida fugiu do local.

A Polícia Militar atendeu a ocorrência uma equipe de resgate levou a vítima para a Santa Casa de São Roque, mas acabou falecendo.

No entanto, a Polícia Civil informou que a mulher entrou em contradição. Encaminhada à Delegacia de Polícia, novamente caiu em contradição e acabou relatando que há anos sofria violência doméstica por parte do companheiro.

Nesta terça-feira, disse que foi novamente agredida. O filho entrou na discussão e teria sido ameaçado de morte pelo padastro.

Quando Elias partiu para cima da companheira, o ajudante de pedreiro disparou contra o padastro atingindo o peito e um dos dedos da mão. A vítima caiu em cima da cama.

Segundo divulgou a Polícia Civil, o filho pediu desculpas às mãe justificando que não aguentava mais as ameaças do padastro e a humilhação que ela era submetida.

Em seguida, o autor dos disparou deixou o local.

O corpo Elias Venâncio Silva Filho foi encaminhado ao IML de Sorocaba. Um laudo deverá ser divulgado em 30 dias.

As investigações prosseguem na tentativa de localizar o autor do crime e a arma utilizada.

Programa Linha Aberta

Arquivos

CATEGORIAS