NOTÍCIAS

Saneaqua dicas de prevenção à escassez de água em Mairinque

A falta de um consumo consciente de água e de um uso sustentável dos recursos naturais contribuem para a escassez de água em todo o mundo. Por isso, é fundamental que a população mude o seu comportamento e a sua relação com o meio ambiente.

A Saneaqua, empresa que presta os serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário em Mairinque, trabalha para garantir o acesso à água de qualidade para toda a população. Com o programa de redução de perdas da companhia foram economizados 72 milhões de litros do recurso apenas em 2020.

“Esse trabalho de redução de perdas, aliado ao consumo consciente, é fundamental para que não falte água durante os períodos de escassez de chuvas. Afinal, o desperdício de água e a diminuição do nível de chuvas estão entre as causas mais comuns para a crise hídrica”, diz Luana Ronconi, gerente operacional da Saneaqua Mairinque.

Segundo os últimos dados divulgados pelo Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) conduzidos pelo Instituto Trata Brasil e parceiros, em 2018, o Brasil desperdiçou 38,45% da água potável nos sistemas de distribuição o equivalente a cerca de 7 mil piscinas olímpicas a cada dia. A perda financeira no ano chegou a mais de R$ 10 bilhões.

O desperdício de água, doméstico ou industrial, prejudica o abastecimento em todos os setores.

“O uso desmedido traz consequências para o meio ambiente, já que um elevado nível de perda acarreta na necessidade de captação e produção superiores ao volume que as pessoas normalmente precisam”, reforça Luana.

Mas é possível contribuir com pequenas ações do dia a dia para evitar a escassez de água. Economizar nas tarefas do dia a dia é fundamental para evitar que o abastecimento seja comprometido:

– Reduzir o tempo dos banhos: Tomar banhos curtos é uma das principais ações para economizar água em casa. Reduzir em um minuto o tempo embaixo do chuveiro pode fazer você economizar seis litros de água por dia. Representa uma economia de 180 litros por mês.

– Manter a torneira fechada enquanto lavar as mãos, o rosto, escovar os dentes ou ensaboar a louça.

– Reutilizar a água das máquinas de lavar roupas: um ciclo completo de lavagem utiliza em média 90 litros de água, podendo chegar a 200 litros em alguns casos. É possível reaproveitar esta água para as tarefas domésticas, como lavar pisos e banheiros.

– Verificar instalações hidráulicas: vazamentos nem sempre podem ser percebidos facilmente e o desperdício de água pode ser grande. Como não é fácil detectar o problema, é importante ter atenção a qualquer alteração no consumo das contas para fazer um comparativo. Fique atento a vasos sanitários, conectores que ligam torneiras internas e externas e canos em paredes e próximos ao cavalete de água.

 

 

Programa Linha Aberta

Arquivos

CATEGORIAS