TURISMO

Dia do Hoteleiro é comemorado há 83 anos; hotelaria é o quarto em geração de empregos

Hotel Cordialle na região central de São Roque na Rua Sotero de Souza

O Dia do Hoteleiro é comemorado neste sábado (9 de novembro) e celebra o profissional responsável por atender e cuidar dos turistas. Gerente, administradores e proprietários fazem parte da equipe dos mais diversos estabelecimetnos como hotéis, resorts, pousadas e albergues.

A indústria hoteleira é um dos mais sólidos segmentos do turismo brasileiro. A rápida geração de empregos e renda é uma das características do ramo que reúne profissionais de hospedagem, lazer, recreação e de alimentos e bebidas, entre outros.

O Dia do Hoteleiro foi criado em referência a criação da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH) em 1936, no Rio de Janeiro. A entidade afirma que o ramo impacta com 52 atividades econômicas nas áreas de comércio, serviço e indústria.

Atualmente, 13.997 estabelecimentos de hospedagem tem registro no Cadastro Nacional de Turismo (Casdastur). A hotelaria é um dos setores que mais movimenta a economia brasileira, segundo pesquisa do Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB) em parceria com a FGV-Celog (Centro de Excelência em Logística e Supply Chain da Fundação Getúlio Vargas).

Na geração de empregos é a quarta atividade que mais contrata. Por exemplo, o Brasil supera países os Estados Unidos com cerca de 25 empregos a cada R$ 1 milhão de demanda. Nos Estados Unidos, são gerados 15.

A receita operacional líquida do setor atingiu R$ 22,2 bilhões em 2015. Em relação aos serviços produzidos pela hotelaria, 55,5% atendem a atividades empresariais. Outros 22,5% são provenientes de receita com visitantes estrangeiros, enquanto 22% são provenientes de venda para famílias.
Uma pesquisa realizada pelo Ministério do Turismo com empresários de hotéis revela confiança quando o assunto é investir e criar empregos no setor. Dois em cada três empresários planejam melhorais nos estabelecimentos no segundo semestre deste ano. A intenção é 21,1% maior que a registrada em igual período no ano passado.

A perspectiva também é positiva para a contratação de profissionais: 22,7% dos empreendedores afirmam que pretendem empregar novos funcionários até o final do ano, já que 39,8% deles acreditam que haverá aumento na demanda por serviços ofertados. Além disso, o estudo aponta que 42,8% dos empresários esperam alta de faturamento dos negócios no período.

Programa Linha Aberta

Arquivos

CATEGORIAS