DESTAQUE FALECIMENTOS NOTÍCIAS

Deza Oliveira, 34 anos, morre em acidente no km 58 na Raposo Tavares, em São Roque. Motorista embriagado bateu na moto da professora de Educação Física foi solto com fiança de R$ 5 mil

Deza Oliveira faleceu aos 34 em acidente causado por motorista embriagado. Montagem com fotos do Facebook e São Roque Notícias

A professora de Educação Física Andreza Irdelene de Oliveira (Deza Oliveira), 34 anos, morreu em um acidente de trânsito, na noite de quarta-feira (7 de outubro), no km 58 da Rodovia Raposo Tavares (Jardim Villaça), em São Roque. O sepultamento deverá ocorrer nesta quinta-feira (8 de outubro), no Cemitério Cambará.

Deza voltava do trabalho em uma academia de Mairinque onde era professora de dança e seguia para a casa na Vila Vilma (distrito de Maylasky).

O repórter Marcelo Roque, do site São Roque Notícias, que esteve no local informou que o acidente foi por volta das 21h30 quando uma caminhonete bateu de frente com a moto que ela conduzia no sentido São Paulo em cima de um viaduto no contorno que dá acesso aos bairros.

O São Roque Notícias informou que o motorista de 30 anos foi detido e o teste do bafômetro confirmou que estava embriagado. Ele irá responder por homicídio culposo e embriaguez no volante e está preso na Unidade Transitória (Delegacia de Polícia).

Ele teria alegado que a moto estava na contramão. No entanto, a PM apurou que foi ele quem invadiu a pista contrária em alta velocidade e atingiu a moto, informou o site.

O impacto foi tão forte que professora foi arremessada do viaduto caindo na pista de acesso à rodovia. Em estado grave, Deza foi encaminhada para a Santa Casa de São Roque, mas faleceu momentos depois que as equipes de resgate deixaram o local do acidente.

Marcelo relatou em uma live que ela teve traumatismo craniano, ferimentos na perna e um dos pés decepado. A moto foi arrastada por cerca de 30 metros até ficar presa entre o veículo e o muro de concreto.

Deza participou de vários grupos de dança e participou de vários eventos na região, inclusive na Festa de São Roque. Foi professora de zumba em projeto da Prefeitura de São Roque.

ATUALIZAÇÃO – Motorista é solto com fiança estabelecida em R$ 5 mil.

O comerciante foi solto nesta quinta-feira, às 13h30, mediante alvará que determina que ele tem cinco dias dias para pagar a fiança de R$ 5 mil. Caso não pague poderá ser novamente preso.

O motorista terá que cumprir medidas cautelares: teve o direito de dirigir suspenso, recolhimento domiciliar, justificar mensalmente suas atividades, não poderá sair à noite e não poderá deixar São Roque e ficar fora por mais de cinco dias sem autorização.

O teste do bafômetro apontou que o motorista estava embriagado com a quantidade de 0,46 miligrama de álcool por litro de ar alveolar (expirado pela boca) expelido. Acima de 0,33 é considerado crime, abaixo infração administrativa.

A Lei do Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9.503, de 23 de setembro de 1997) determina concentração igual ou superior de 6 decigramas de álcool por litro de sangue ou igual ou superior a 0,3 miligrama de álcool por litro de ar alveolar ou sinais que indiquem, na forma disciplinada pelo Contran, alteração da capacidade psicomotora.

Deza era professora de dança e trabalhava em uma academia e Mairinque. Reprodução Facebook

RECORD TV DESTACOU O CASO NO BALANÇO GERAL

Programa Linha Aberta

Arquivos

CATEGORIAS