CORONAVÍRUS DESTAQUE

Associação Comercial de São Roque vai entrar na Justiça se a cidade não voltar à Fase Laranja na sexta-feira

Presidente da Associação Comercial, Antonio Di Girolamo, e o prefeito Guto Issa: confiantes na reclassificação do Plano São Paulo com o aumento de vagas na UTI. Reprodução Jornal da Economia

O presidente da Associação Comercial de São Roque, Antonio Di Girolamo, disse que espera até sexta-feira a volta do município para a Fase Laranja do Plano São Paulo. Caso contrário, a entidade vai entrar na Justiça para que todos os comerciantes possam reabrir a portas.

Nesta quarta-feira, Antonio se reuniu com prefeito Guto Issa na sede da entidade. Na segunda-feira, já tinha ocorrido um encontro do prefeito com comerciantes.

Na sexta-feira passada, todas as cidades da Região de Sorocaba foram rebaixadas à Fase Vermelha – a mais restritiva – devido ao aumento do número de casos e de mortes por coronavírus e da ocupação acima de 75% dos leitos de UTI Covid-19.

Na Fase Vermelha somente os serviços essenciais podem abrir as portas. Os outros estabelecimentos trabalham apenas com entrega em domicílio.

A Associação Comercial e a Prefeitura entendem, que com o aumento do número de leitos de UTI, São Roque tem condições de retornar à condição anterior.

ENTREVISTA DO PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE SÃO ROQUE, ANTONIO DI GIROLAMO

Na região de Sorocaba, a ocupação de leitos de UTI ficou em 76,5% acima do índice de 75% determinado no novo critério do Plano São Paulo. Antes uma região entrava na Fase Vermelha quando ficava acima de 80%

O prefeito Guto Issa falou que nesta quinta-feira deverá ser concluída parceria com a iniciativa privada para o aumento da capacidade de atendimento.

“A contração de leitos será finalizada amanhã [quinta-feira] e vamos aumentar consideravelmente o número de vagas para o novo cálculo”, comentou. No domingo, durante uma live, falou que negocia dez leitos de UTIs que seriam destinadas aos moradores de São Roque.

Lembrou ainda que a ocupação chegou a 100%, mas a maioria dos pacientes não eram da cidade.

“Além dos pacientes de Mairinque, Araçariguama, Alumínio e Ibiúna, recebemos pessoas de Carapicuíba, Itapetininga e até Campinas. Pacientes de São Roque tiveram que entrar na lista do CROSS (Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde) para conseguir internação”, destacou.

Além disso, o prefeito de Sorocaba, Rodrigo Manga, anunciou que a cidade também vai ampliar o número de leitos após encontro com o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

No entanto, a presidente da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS) e prefeita de Itapetininga, Simone Marquetto (MDB), disse que não haverá reclassificação da fase para nenhuma cidade da região após encontro virtual de prefeitos com o secretário.

O Jornal Cruzeiro do Sul informou que participaram da reunião os prefeitos de Alumínio, Araçoiaba da Serra, Boituva, Capela do Alto, Cerquilho, Cesário Lange, Ibiúna, Iperó, Itu, Salto, Salto de Pirapora, São Miguel Arcanjo, São Roque, Sarapuí, Tatuí, Tietê, Votorantim e Itapetininga, além dos deputados Maria Lúcia Amary e Vitor Lippi e do diretor da Agência da Região Metropolitana, Márcio Tomazela. Sorocaba não teve representante.

Sobre o autor

Vander Luiz

Vander Luiz

São-roquense, radialista e jornalista

1 comentário

Clique aqui para publicar um comentário

Programa Linha Aberta

Arquivos

CATEGORIAS