Dia Mundial da Água. Saneaqua destaca qualidade da água distribuída à população de Mairinque e reforça importância da prática do consumo sustentável

Água tratada distribuída pela Saneaqua em Mairinque atende ao rigoroso padrão de potabilidade do Ministério da Saúde

Nesta terça-feira (22 de março), é celebrado o Dia Mundial da Água. Data instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) com objetivo de alertar a população sobre a importância da preservação da água para a sobrevivência de todos os ecossistemas do planeta.

A Saneaqua – concessionária responsável por serviços de saneamento em Mairinque – destaca a qualidade da água distribuída à população e aproveita para reforçar a importância da prática do consumo sustentável.

A água tratada e distribuída na cidade pelo sistema público de abastecimento atende ao rigoroso padrão de potabilidade estabelecido pela Portaria 888, de 04 de maio de 2021, do Ministério da Saúde e pelo Decreto Estadual SS65 da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo.

A Saneaqua controla os parâmetros físico-químicos e microbiológicos da água, além de manter um rígido controle de qualidade que consiste em monitoramentos em tempo real e análises laboratoriais, desde a captação nos mananciais, passando pelo processo de tratamento até às redes de distribuição.

“Em média, são realizadas 6 mil análises por mês da água produzida e distribuída na cidade; além de mais de 8 mil análises anuais da água bruta das represas e poços. Isso traduz nosso compromisso com a água fornecida à população e nosso respeito com a saúde de todos”, destaca Bruno Gravatá, gerente de operações da Saneaqua.

Após um 2021 atipicamente seco no município, a concessionária aproveita o Dia Mundial da Água para reforçar a importância de um uso mais sustentável desse recurso natural tão essencial para saúde e qualidade de vida.

“A prática do consumo sustentável de água potável não significa restringir ao mínimo possível o uso de um recurso que é essencial à vida, mas sim, adotar atitudes de um consumo que evite todo e qualquer desperdício de água e que inclusive, considere a possibilidade do seu reuso. Preservar nossos recursos hídricos, fazendo uso mais eficiente e consciente da água, é de interesse de todos nós, concessionária e população”, diz o gerente.

O volume de chuvas acumulado nos primeiros meses deste ano segue a mesma tendência de estiagem do ano passado. O primeiro bimestre de 2022 acumulou 374 milímetros de chuva na cidade (329mm em janeiro e apenas 45mm em fevereiro), de acordo com dados da rede pluviométrica do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), responsável por medir o volume de chuvas em todo o estado de São Paulo, e de equipamentos instalados pela concessionária em suas captações. A média histórica acumulada entre janeiro e fevereiro em Mairinque é de 333 milímetros de chuva.

Vander Luiz

Vander Luiz

São-roquense, radialista e jornalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *