Vargem Grande realiza Carnaval com o apoio de parcerias. Ouça o diretor de Cultura e Turismo Adriano Reis

 

Em tempos de crise economica, grande parte das prefeituras cortou investimentos no Carnaval principalmente a ajuda financeira às escolas de samba.

Em São Roque, a situação não foi diferente tanto que sem a participação do poder público somente a Santa Quitéria se apresentou na avenida Bandeirantes “em respeito ao trabalho que a comunidade desenvolveu durante o ano e para manter a tradição do Carnaval de rua da cidade”, disse o presidente Marquinhos da Fanfarra.

Adriano Reis, diretor de Cultura e Turismo: “O dinheiro gasto no Carnaval foi justo. Não poderia ser gasto em ambulância, em segurança, porque o orçamento é segmentado”

Neste cenário de crise, a Prefeitura de Vargem Grande Paulista realizou uma extensa programação de Carnaval que contou com a participação de onze escolas de samba da região – nove de Barueri e as sanroquenses Leões da 119 e Santa Quitéria de São Roque -, além de blocos e a participação especial de três tradicionais escolas paulistanas: Leandro de Itaquera, Rosas de Ouro e Tom Maior.

“Temos a visão de fazer o melhor para o público com o preço justo. A gente buscou parcerias com o comércio da região. Nós conseguimos fazer com um custo de menos da metade do que o Carnaval 2015 realizado na cidade. Não tem nenhuma mágica, tem parceria”, disse Adriano Reis, diretor de Cultura e Turismo de Vargem Grande Paulista.

OUÇA A ENTREVISTA O DIRETOR ADRIANO REIS

A estrutura com arquibancada e praça de alimentação foi montada na Rodovia Raposo Tavares, km 43 (próximo ao retorno). Os organizadores estimam que o evento reuniu mais de 30 mil pessoas em quatro noites e duas matinês.

Adriano destacou que o Carnaval foi realizado graças ao empenho da equipe de organização montada pelo prefeito Josué Ramos, com o advogado Marcelo Silva (procurador jurídico), a primeira dama Soeli Ramos (Assistência Social), Aline Oliveira (Cultura), Renata Camargo (Educação), Marcelo Marques (Secretário de Governo) e de toda a Prefeitura.

Prefeito Josué Ramos durante Carnaval em Vargem Grande Paulista

“Estou muito orgulhoso com o trabalho e principalmente com o dinheiro gasto porque foi um dinheiro justo. Saiu do Departamento de Cultura. É bom deixar uma coisa clara. Esse dinheiro não poderia ser gasto em ambulância, em segurança, porque o orçamento da prefeitura é segmentado”, disse.

“O balanço final ainda não foi fechado, mas a não passará de 200 mil reais. Em 2015, em um lugar bem menor com uma estrutura bem inferior foram gastos 427 mil reais. O evento em si custa de 300 a 350 mil reais, mas conseguimos parte da receita com parcerias na praça de alimentação e estacionamento. Não dá para organizar somente com o poder público”.

Estrutura montada para o Carnaval de Vargem Grande Paulista no km 46 da Raposo Tavares

Adriano Reis anuncia novos eventos ao longo do ano e com isso espera começar a mudar o perfil de Vargem Grande Paulista conhecida por ser uma cidade dormitório, onde os moradores trabalharam fora e também buscam o lazer em cidades vizinhas como São Roque.

“A gente está mudando essa visão tentando fazer de Vargem Grande uma cidade conhecida, mas que também gere recursos ajudando o comerciante local. Uma cidade não se desenvolve somente com obras, mas também com desenvolvimento cultural, artístico, esportivo, entre outros. Mas principalmente com preço justo, sem gastar um centavo a mais”.

Prefeito Josué Ramos (vermelho) com secretários e diretores durante o Carnaval

O Departamento de Cultura e Turismo deverá realizar em 2017 uma feira agropecuária com a mesma estrutura do Carnaval, além de eventos no Dia das Mães, aniversário da cidade, apresentação de balé no fim do ano, encontro de carros antigos, encontro de motos, escola de música e busca parcerias para um festival regional de música possivelmente dividido nos estilos gospel, sertanejo, rock e rap.

“O dinheiro gasto no Carnaval é justo. A verba é pequena mas vamos fazer outros eventos baseado na qualidade e no preço justo”, concluiu.

Carnaval de Vargem Grande reuniu blocos e escolas de samba da região e de São Paulo

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *