Nota de falecimento. Carlinhos Toco aos 68 anos

 

Carlos Antonio da Cunha, 68 anos, morreu na tarde desta quinta-feira (8). O corpo está no Velório Municipal de São Roque e o sepultamento será nesta sexta-feira (9) no Cemitério da Paz (10h).

Foi casado com Inez Prado da Cunha com quem teve o filho Carlos Alberto Cunha. Deixa o neto Juan Carlos Oliveira da Cunha.

Carlinhos Toco durante homenagem no Paulistano em 19 de março de 2016

O filho disse que Carlinhos foi internado na madrugada de terça-feira com dificuldades para respirar. Lembrou que o pai já tinha sofrido um AVC há alguns anos.

Carlinhos Toco é um dos nomes sagrados da história do Clube Atlético Paulistano. Zagueiro viril que ao mesmo tempo tinha talento para sair jogando com categoria.

Começou a carreira no Tricolor da Vila Aguiar no infantil comandado por Elizeu Silva jogando ao lado de Ayrton Piccirillo, Dinho Belini, Reizinho Guerreiro, Lelé, Gilberto Azenha, Jaiminho Brito, Paulo Lobo, entre outros, recordou Marco Tatu que jogou com Carlinhos Toco em várias temporadas.

Foi campeão municipal e regional em várias oportunidades. Em 1979, foi bicampeão da Copa Quintino de Lima, uma competição que marcou época no calendário esportivo regional.

Jogou em outras equipes da região, mas se eternizou com a camisa do Mamute.

“Zanardo; Piu, Reizinho e Wanderley Pinheiro; Tatu, Dida e Dudu durante um bom tempo o Paulistano teve essa formação na defesa e no meio campo”, recordou Tatu.

Em 19 de março de 2016, Carlinhos foi homenageado no evento “Anos de Glória” ao lado de outros nomes que marcaram a história do clube. VEJA ABAIXO O VÍDEO E FOTOS DO ENCONTRO.

HOMENAGEM DO CAP

O presidente do Paulistano, Agnaldo Grando (Tuchê) lembrou das conquistas e da importância de Carlinhos Toco para o clube.

Destacou que a família Toco (apelido que veio do avô de Carlinhos) sempre teve participação ativa no clube e na Vila Aguiar.

Como homenagem, Tuchê ofereceu à família uma camisa do Paulistano com o número 3 que foi colocada sobre o caixão, além de uma coroa de flores.

Paulistano bicampeão da Copa Quintino de Lima (1979). Em pé: prefeito Quintino de Lima, Élcio Roque Boccato (jornal O Democrata), Carlinhos Toco, Valmir, Reizinho Guerreiro, Wanderley Pinheiro, Gerard Zanardo, Piu-Piu (pai do repórter Marcelo Roque), Marco Tatu e Ayrton Piccirillo. Agachados: João Marcos de Arruda Pires (João Tagore), Zetão, Carlinhos, Joãozinho, Dudu, Anselmo, Dida, Chola e Tico-Tico
Carlinhos Toco 1979
Carlinhos Toco com Orestes um dos organizadores da homenagem
Em pé: Tonho, Tadeu Mangini, Dida, Chola. Sentados: Jaime Peixeiro, Carlinhos e Wanderley Pinheiro
Tonho, Tadeu Mangini, Agnaldo Grando (Tuchê), Dida, Chola, Marco Tatu. Sentados: Jaime, Toco, Wanderley Pinheiro e Juan (neto de Carlinhos)
“Anos de Glória” homenagem a grandes nomes do Paulistano entre eles Carlinhos Toco
“Anos de Glória” no Paulistano em 19 de março de 2016
Carlinhos Toco acompanha homenagens no Paulistano

VEJA O VÍDEO DO EVENTOS “ANOS DE GLÓRIA”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *