Joca assume a prefeitura de Araçariguama com mudança de 100% do secretariado e defende aterro sanitário em local apropriado. “Não pode ser em cima de nascente”

Joca assume a prefeitura de Araçariguama com a cassação do mandato de Lili Aymar

Nesta sexta-feira (8), às 10 horas, o vice-prefeito João Batista Damy Corrêa (Joca) será empossado prefeito de Araçariguama em substituição a Lili Aymar, que teve o mandato cassado pela Câmara Municipal nesta quinta-feira (7). Veja aqui a postagem sobre a cassação.

Joca considerou a decisão da Câmara Municipal uma vitória da democracia e anunciou que irá “restituir os ônibus para os universitários”, em entrevista aos repórteres Jeferson Corrêa (Gazeta de Araçariguama) e Cláudio César (Rádio Coluna).

A primeira ação como prefeito será com relação ao transporte de universitários “que por um motivo ou outro foi cerceado”.

O transporte era oferecido de forma gratuita, mas a partir deste ano a administração municipal propôs um auxilio mensal de R$ 100,00 em forma de cartão ou depósito em conta corrente.

A Prefeitura justificou a readequação por conta de apontamento do Tribunal de Contas, que recomenda que o transporte universitário não seja feito por empresas.

Joca está rompido com Lili Aymar e há quase oito meses não frequenta a Prefeitura. “Fui muito humilhado. Fui jogado em um canto, em uma sala. O carro que eu usava foi retirado”, desabafou.

Ele já anunciou que a mudança do secretariado será de 100% e que conta com ajuda dos funcionários concursados “que irão me passar tudo”.

DECEPÇÃO

“Durante a campanha os olhos da Lili brilhavam. Ela sonhava com uma cidade bonita, florida. Mas no dia seguinte à eleição o sonho foi apagado. Quero uma cidade limpa, o povo tranquilo, com segurança. Vou conseguir fazer isso”, comentou.

Sobre a decisão de Lili de recorrer à Justiça na tentativa de voltar ao cargo, comentou que não poder falar pelos outros.

Ressaltou que a Câmara representa a população que o Executivo tem que ter um bom entrosamento com o Legislativo

ATERRO SANITÁRIO

A construção de um aterro sanitário é o assunto de maior polêmico em Araçariguama e envolve as cidades da região.

Joca disse que não vai revogar o projeto de lei substitutivo da prefeita Lili Aymar que proíbe a concessão de licenças ou autorizações municipais para a instalação de aterros sanitários e estabelecimentos semelhantes, de qualquer procedência nas áreas designadas como de proteção permanente, contemplando também a totalidade da área do Bairro do Butantã.

O projeto foi aprovado com sete votos favoráveis dos vereadores Baixinho, Fábio Aymar, Costa do Gás, Tilápia, Judivan, Paulo Volcov e Jaime da Auto Escola com o apoio do presidente Ademário Jesus Mendes. Foram três votos contrários dos vereadores Tubaína, Fran e Moacyr Godoy.

“Eu não sou a favor de aterro sanitário em cima de nascente”, garantiu. “No entanto, em local apropriado pode ter dez aterros, porque  movimenta a cidade gerando renda e empregos”.

“Existe um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) com a Sabesp em que a empresa tem que dar a mesma quantidade de água do Ribeirão do Colégio. O Ribeirão do Igavetá pode fornecer 60% do que é captado no Córrego do Colégio. Faltam 40% que poderão ser através de poços artesianos. A partir daí vai depender da qualidade e quantidade e de reservatório mais alto possível.”

“Esse processo não será concluído em menos de dois anos. Se vai levar mais de dois anos não será nessa legislatura vai se discutido. É problema para o próximo prefeito e para os vereadores que assumirão em 2021”

Por isso, foi questionado se poderá ser candidato a prefeito em 2020. Eleito pelo PMDB, está sem partido.

“Ninguém é dono do futuro, vou desenvolver um trabalho de 23 meses. Em março ou abril do ano que vem vai sair uma pesquisa. Eleição é científica. Se o povo me colocar de volta ou vou. Depende da pesquisa”, concluiu.

O novo prefeito de Araçariguama, João Batista Damy Corrêa (Joca) tem 65 anos, nasceu em Santos em 19 de maio de 1953.

Quando foi eleito vice-prefeito em 2016, o portal O Taboanense, de Taboão da Serra, fez uma reportagem sobre a eleição de Joca.

“A bela Araçariguama, no interior paulista, próxima a Sorocaba, acaba de ganhar um vínculo com Taboão da Serra. É que o empresário Joca, ex-proprietário da funerária Taboão foi eleito vice-prefeito ao lado de Lili Aymar, nova prefeita da cidade. A chapa obteve 6.080 votos, 50,27%  dos votos válidos”.

Destacou que Joca mora em Araçariguama desde 1989, quando a cidade ainda era distrito de São Roque, e que começou a frequentar a região ao adquirir uma chácara.

Vander Luiz

São-roquense, radialista e jornalista

Um comentário em “Joca assume a prefeitura de Araçariguama com mudança de 100% do secretariado e defende aterro sanitário em local apropriado. “Não pode ser em cima de nascente”

  • 13 de fevereiro de 2019 em 18:25
    Permalink

    Joca, tudo de bom na administração de Araçariguama. Com certeza fará um excelente trabalho. Pode contar comigo e a Soldatopo-Fldafi Containers.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *