Confirmado em São Roque primeiro caso de febre amarela silvestre em humano

 

O Departamento de Saúde de São Roque confirmou na tarde de quinta-feira (8) o primeiro caso de febre amarela silvestre em humano na cidade. No Estado de São Paulo não se registra um caso de febre amarela urbana desde 1942.

O homem que já se restabeleceu mora em Maylasky próximo da mata onde foram encontrados cinco macacos mortos que apresentaram resultado positivo para febre amarela informou o departamento.

Primeiro caso de febre amarela em humano foi registrado em Maylasky

“O paciente em questão, só contraiu a doença por não ter tomado a vacina”, diz a nota.

O Departamento de Saúde alerta toda população que ainda não foi imunizada para se dirigir a um posto de saúde e vacinar-se contra a febre amarela.

Centro de Saúde I (próximo à rodoviária): segunda-feira, das 7.00 às 15.45 horas. Não tem mais a distribuição de senhas. 

Na Vila Nova e Villagio Emília terças-feiras, das 7.00 às 15.45 horas.

São João Novo, Carmo e Saboó, quartas-feiras, das 7.00 às 15.45 horas.

Maylasky: quintas-feiras, das 7.00 às 15.45 horas.

Goianã e Canguera: às sextas-feiras, das 7.00 às 15.45 horas.

Como a cobertura vacinal da população de São Roque chegou a quase 100%, equipes do Departamento de Saúde estão percorrendo os bairros do Pavão Mirim, Canguera, Goianã, Maylasky, Rua Margarida Corte, Capela do Sepo e Ponte Lavrada, de casa em casa com o objetivo de imunizar a totalidade da população.

O Departamento de Saúde enfatiza que quem conhecer alguém que não tenha tomado a vacina seja encaminhado a um posto de saúde para se imunizar contra a doença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *