Biblioteca Municipal de Mairinque “Geraldo Mayela de Oliveira” é a reaberta em novo prédio

 

O novo prédio da Biblioteca Pública Municipal de Mairinque “Geraldo Mayela de Oliveira” foi oficialmente aberta na tarde de quarta-feira (2) na Avenida Francisco de Paula Mayrink, 15, na Vila Sorocabana.

O horário de funcionamento é das 8 às 16 horas de segunda à sexta-feira e passa a ocupar o local onde funcionava o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO).

Biblioteca de Mairinque em novo espaço na rua Conselheiro Francisco de Paula Mayrink, na Vila Sorocabana

O prédio passou por reformas na cozinha onde foram demolidas a paredes de alvenaria, banheiros com acessibilidade, reforma do telhado, pintura e manutenção da parte elétrica e hidráulica.

Além das adaptações também foram criados espaços exclusivos para o setor infanto-juvenil, estudos e informática.

A biblioteca possui um acervo de mais de 11 mil livros com mais de dois mil volumes da literatura infantil.

Para se associar  é necessário RG ou Certidão de Nascimento, comprovante de residência atual e duas fotos 3×4. Os sócios poderão utilizar as carteirinhas antigas.

A cerimônia contou com a vice-prefeita Jaqueline Pereira, o presidente da Câmara, Kioshi Hirakawa, os secretários Rita Sarti Benatti (Educação), Hozana Marcelino (Saúde), Manoel Carlos Justo (Desenvolvimento Econômico), Cláudia Furquim (Assistência Social) e os vereadores Túlio Camargo, Bruno Tam, Rodrigás e Dizão (representado pela assessora parlamentar Thalyta Melo) e representantes do Instituto Brasileiro de Cidadania (IBC).

 

“Depois de muito esforço, a biblioteca finalmente voltou as suas atividades regulares, agora em prédio próprio. Muito obrigado ao meu amigo Sandro Rolim e as funcionárias da biblioteca que não mediram esforços para retomar esse importante patrimônio aos munícipes, pois ‘ler é viajar sem sair do lugar”, destacou a vice-prefeita Jaqueline.

Primeira bibliotecária de Mairinque, Rita Larroudé emocionou-se em seu discurso traçou um paralelo da biblioteca com a história do município.

“Hoje, estou muito feliz. Eu sei que na vida só conseguimos alcançar nossos objetivos com luta e com ajuda. Isso me fez lembrar o excelente de Rubem Alves. Em ‘A Pipoca’ o escritor diz que na dificuldade o fogo da vida nos transforma, fazendo uma analogia com o milho de pipoca que começa duro, mas que com o calor das chamas fica bonito e agradável”, contou.

O Diretor do Departamento de Cultura, Sandro Rolim, ressaltou as responsabilidades que envolveram a reabertura da biblioteca municipal.

“O trabalho foi árduo e de muita responsabilidade. Tivemos que adaptar o local e a equipe organizou tudo para que ficasse aconchegante aos usuários. A biblioteca precisa ser um espaço que as pessoas tenham prazer de frequentar e conhecer”.

Sandro aproveitou a oportunidade para doar um livro infantil com ilustrações de sua autoria.

A coordenadora do espaço, Regina Miranda agradeceu agradeceu aos funcionários e reforçou o papel do livro na formação do cidadão.

“Agradeço imensamente as colegas e funcionárias que tanto se empenharam para que hoje fosse possível reabri-la, justamente por saber do grande papel que esse espaço tem na formação das pessoas. Todos tem direito a leitura e ao conhecimento e é nisso que trabalhamos, na formação de leitores e cidadãos”.

GALERIA DE FOTOS

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *