Advogado da Santa Casa alerta sobre possibilidade de greve. Hospital não tem dinheiro para pagar dissídio do ano passado

 

VEJA O VÍDEO ABAIXO – AUDIÊNCIA DA COMISSÃO DE SAÚDE


O Advogado da Santa Casa de São Roque, Luís Henrique Nery de Souza, teme por uma greve dos funcionários do hospital após audiência na Justiça do Trabalho, em Campinas, nesta terça-feira.

Luís Henrique disse que os funcionários na receberam o dissídio do ano passado e na audiência dirá que a Santa Casa não tem dinheiro para um acordo.

Santa Casa entrega a chave para a Prefeitura: Advogado defende que o pode público assuma o PA e indique um gestor

Durante reunião da Comissão Permanente de Saúde da Câmara de São Roque, na quinta-feira (15), o advogado disse que “as coisas estão fugindo do controle” e que a Santa Casa “vai apagar”. Para saber mais da reunião clique aqui.

A Prefeitura de São Roque e a Irmandade da Santa Casa não estão conseguindo fechar acordo para a renovação do convênio que vence no dia 31 de março no qual a prefeitura repassa mensalmente em torno R$ 1,5 milhão.

Luís Henrique disse que a “solução caseira” da provedoria deve ser aceita pelo prefeito Claudio Góes.

“A Prefeitura assumira o Pronto Atendimento e com a prorrogação do convênio por alguns meses o poder público indicaria um gestor”, defendeu.

O diretor clínico, Bruno Junqueira, disse que as atividades poderão ser interrompidas se até o dia 28 de fevereiro um novo acordo não estiver sacramentado.

Por sua vez, a Prefeitura defende a contratação de uma OS (Organização Social) para administrar toda a Santa Casa.

A provedoria propõe que a Prefeitura assuma o PA (Pronto Atendimento) e indique um gestor. A irmandade ficaria responsável pelos outros setores e com as consultas particulares e plano de saúde.

Uma nova reunião da Comissão de Saúde da Câmara de São Roque deverá ocorrer nesta segunda-feira (19).  Os vereadores aguardam também um parecer do Conselho de Saúde e falam da possibilidade de levar o caso ao Ministério Público.

3 comentários em “Advogado da Santa Casa alerta sobre possibilidade de greve. Hospital não tem dinheiro para pagar dissídio do ano passado

  • 18 de fevereiro de 2018 em 17:23
    Permalink

    Uma ressalva”se enganou”.

    Resposta
  • 18 de fevereiro de 2018 em 17:05
    Permalink

    Sr vander luiz o senhor se enfanou quanto ao valor do repasse, se fosse $ 1.500 m não chegariamos nesse ponto. Corrija isso por favor. O valor repassado não chega a $ 1.200 m.

    Resposta
    • 18 de fevereiro de 2018 em 20:17
      Permalink

      Helena, obrigado pelo comentário. Eu também tinha a informação que o repasse era em torno de R$ 1,2 milhão. No entanto, o vereador Júlio Mariano (presidente da Comissão de Saúde) informou que houve uma alteração no contrato no final do ano passado com o aumento do valor repassado. Amanhã, durante a sessão, peço para o Júlio confirmar o valor correto e a gente corrige. Abraço!

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *